volverponto de vista

Adeus, férias! Como tirar o melhor partido do regresso

Partilhar no:

facebooktwittergooglepluslinkedinmail

O ano tem 12 meses, mas há alguns mais difíceis de gerir do que outros. Março, com os potenciais pagamentos do IRS, dezembro, com as incontornáveis e dispendiosas compras de Natal e… setembro. O investimento que se fez nas merecidas férias já pediria alguma contenção, mas o regresso à rotina pode não o permitir e, em alguns casos, há que somar ainda o (grande) investimento do regresso às aulas.

É altura de pôr as contas em ordem. E o melhor é aproveitar a onda e organizar também a casa e o dia a dia. Isto, claro, sem esquecer que voltar ao trabalho não significa deixar de aproveitar o dia. Deixamos sete formas de suavizar o regresso à rotina e de melhorá-la, o ano inteiro.

Em casa e em família

1. Organizar é palavra de ordem

O tom de pele bronzeado não é a única marca do verão. Dias na praia, festas com a família, malas feitas e desfeitas a cada viagem, trazem também marcas na casa, que ressente na arrumação. Não é o plano mais divertido, mas tirar algum tempo para arrumar e organizar as várias divisões da casa vai facilitar o regresso à rotina. Acaba por ser, simultaneamente, um momento prático e simbólico, ao preparar a família toda para uma vida mais regrada e arrumada. Espaços de estudo e roupeiros merecem atenção especial: os primeiros, porque vão voltar a ser usados; os segundos, porque a mudança para roupas menos informais é inevitável.

2. Nova tarefa: organizar tarefas!

Carro na revisão, consultas de veterinário, reuniões de pais ou festas de aniversário. Ainda que haja repetições e rotinas a cada semana, há sempre atividades diferentes para encaixar no calendário. Para que nada falhe e nada esqueça, criem um quadro de tarefas para a família, no qual todos podem marcar atividades. Reservem algum espaço (e tempo!) para algumas tarefas obrigatórias, como arrumar a casa, as atividades extracurriculares ou mesmo “tempo de lazer”. Vão sentir-se impelidos a fazer check em cada um dos pontos e vão conseguir uma melhor gestão de tempos – pessoal e familiar.

3. Planear budgets

Quer ainda tenham algum montante do subsídio de férias ou já só possam contar com o ordenado, é preciso planear bem o mês de setembro em termos económicos, para não haver sobressaltos. A compra dos últimos manuais e de material escolar, a atualização de roupa que os mais pequenos vão precisar, e um ou outro material de escritório para os adultos podem facilmente transformar-se em contas grandes e poupança escassa. Estabeleçam onde podem poupar e promovam a reutilização. Alarguem o planeamento ao resto do ano, tendo em conta que se aproxima a passos largos outro mês de grandes gastos.

 

 No trabalho

 

Fotos_1200x730_Wizink_3

4. Não saltar a hora de almoço

Depois das férias é natural que haja assuntos pendentes e que o volume de trabalho seja maior. Surge inevitavelmente o instinto de tentar resolver o maior número de tarefas no menor tempo possível. Invariavelmente, alguém acaba por comer na secretária, ou nem comer, para tornar rentável a hora de almoço. Nada mais errado! Ninguém consegue ser produtivo durante nove horas seguidas. A regra é sair da secretária, almoçar com colegas ou amigos, aproveitar o tempo livre para respirar algum ar puro e sentir o sol. Vai evadir-se do stress e continuar a jornada com mais energia!

5. Abraçar o espírito de equipa

Sentir falta da companhia da família, dos tempos de lazer e das conversas sem fim é normal, sobretudo nos primeiros dias. Para que o regresso ao trabalho não seja penoso, a palavra de ordem é partilhar. O volume de trabalho pendente pode levar qualquer pessoa a um ataque de nervos. Partilhar com a equipa ideias e resoluções de problemas tornará o caminho mais fácil. Partilhem, também, recordações e experiências das férias, para prolongar a sensação de felicidade. E para que a equipa continue motivada, optem por reorganizar um espaço comum (uma copa, sala de reunião mais informal ou algum lounge que muitas empresas começam a ter) e trazer pequenos apontamentos do verão: uma fotografia, uma lembrança que tenham de um local que tenham visitado… Podem até, em conjunto, comprar uma planta, que traz vivacidade ao workspace e vai estimular a união, ao cuidarem dela.

 

Fotos_1200x730_Wizink_5

Nos momentos de lazer

6. A importância do fim de semana

Em agosto, os dias arrastam-se numa rotina de praia e de passeio sem fim, sem grandes diferenças entre os dias de semana e o fim de semana. Quando se regressa à rotina, o cansaço do trabalho tende a vencer e os fins de semana acabam por voar sem sequer serem aproveitados. Neste regresso, contrariem a tendência! Façam planos em família e amigos no fim de semana: road trips pelo país, almoços em esplanadas, ou mesmo  dias de praia e piqueniques. E quando o tempo já não convidar a estar ao ar livre, há circuitos na cidade para desfrutar, museus para visitar, tardes de cinema, almoços e jantares lá em casa… as alternativas são muitas, só não pode haver é desculpas para não fazer.  

7. Definir novas metas

Na vida, há dois tipos de pessoas: aquelas que se organizam pelo ano civil e as que se organizam pelo ano escolar. Quer pertença ao primeiro ou ao segundo grupo, aproveite o regresso de setembro para repescar as resoluções de ano novo. Começar a ir ao ginásio, marcar encontros com família e amigos com maior regularidade, aprender uma atividade nova… Metas que o mantenham motivado e entusiasmado trarão novo fôlego.

 

Textos, Edição e Revisão: Cofina Media, S.A | Imagens: Cofina Media, GettyImages e iStock Photos

E tu, és WiZinker?

E tu, és WiZinker?

No GPS Financeiro partilhamos as coordenadas para as melhores decisões financeiras, para tirares o melhor partido da utilização do teu cartão de crédito e desfrutares o mais possível.

Segue-nos em

Facebook YouTube